Aromatologia

AROMATOLOGIA

A aromatologia é o estudo dos óleos essenciais e as suas diferentes formas de uso, em especial sua aplicação terapêutica.

O termo surgiu na França como derivação da palavra “aromaterapia” e tinha a intenção de destacar a verdadeira aromaterapia praticada na França do sistema posteriormente criado na década de 70 na Inglaterra na qual é mais focada na massagem e hoje o mais difundido no mundo.

A aromatologia se difere da aromaterapia devido à sua abordagem mais técnica e científica e uso terapeutico mais intenso dos óleos essenciais para o tratamento de doenças, incluindo formas de utilização seja atraves da ingestão, inalação ou massagem com os óleos essenciais. Esse método é amplamente utilizado na França.

O termo”Aromatherapie” foi criado pelo químico francês René-Maurice Gattefossé (1881-1950) que estudou as propriedades medicinais dos óleos essenciais por muitos anos enquanto trabalhava em seu negócio relacionado a perfumaria.

Gattefossé teve a oportunidade de testar suas teorias inovadoras, quando uma explosão em seu laboratório causou graves queimaduras na mão. Ele mergulhou a mão em um vaso de óleo de lavanda pura, que imediatamente reduziu o inchaço e ajudou a acelerar o processo de cicatrização.O mais impressionante é que ele ficou sem nenhuma cicatriz.

Sua paixão pela pesquisa sobre os óleos essenciais levou à publicação em 1937 de seu livro inovador, “Aromatherapie: Les Huiles essentielles hormônios vegetales”.

A aromaterapia é um ramo da osmologia que consiste no uso de tratamento baseado no efeito que os aromas de plantas são capazes de provocar no indivíduo. De determinadas plantas aromáticas é extraído o óleo essencial a ser aplicado isoladamente ou em combinação com outros aromas, dependendo das enfermidades e do indivíduo.

É considerada uma terapia alternativa ou complementar, embora seja um tratamento bastante antigo, que surgiu da fitoterapia e que é comumente usada em conjunto com esta. É utilizada no tratamento das mais variadas enfermidades e desequilíbrios, sendo considerada uma terapia holística.

A Aromaterapia deve, mesmo assim, ser empregada com cautela e de preferência, guiada por um profissional especializado, que saberá verificar as contraindicações, além de dosagens melhores formas de uso.